• Nesta quarta-feira, 23 de novembro, o Hospital Premier lançou o livro “Narrativas de Vida de Idosos”, que foi produzido por estudantes do 9º ano da EMEF Doutor José Dias da Silveira. A publicação é resultado de um projeto realizado pela professora de português das turmas, Marta Leonor Vieira em parceria com o Premier. O lançamento aconteceu no Auditório do Hospital, localizado na Vila Cordeiro, em São Paulo.

    Durante a cerimônia de lançamento, alguns estudantes leram trechos de seus relatos no livro. “A idosa que mais me emocionou foi a Dona Maria que estudou e lecionou Física Aplicada a vida inteira.(…) Conforme ela contava sua vida, eu me emocionava cada vez mais! Afinal, ela passou por duas ditaduras: a da Espanha, seu país de origem e a ditadura militar brasileira. Este é um tema que adoro estudar e foi mais um dos motivos que causou “este” efeito em mim!”, escreveu Gabriel Ocampos do Val, estudante do 9º ano A da EMEF José Dias da Silveira.

    O conteúdo do livro foi produzido a partir de conversas que os estudantes tiveram com os idosos ao longo de dois anos, sob a coordenação da professora Marta. “Quando a gente voltava para escola, eles pesquisavam tudo o que os idosos falaram para eles, porque era tudo novidade (…) e essas pesquisas alimentavam as conversas seguintes”, disse a professora. Segundo ela, a ideia do projeto surgiu a partir de sua própria história de vida e experiência prévia e salienta que o apoio do Dr. Samir Salman, superintendente do Hospital Premier, foi essencial para o desenvolvimento desta atividade.

    Estudantes leem relatos dos colegas. Foto: Ruam Oliveira / OBORÉ / hospital Premier

    “Acho que a sociedade civil tem um potencial de se articular que precisa ser explorado, então eu imagino que este seja o primeiro de muitos projetos que a gente quer fazer com uma escola municipal.”, disse Dr. Samir. Ele apontou que ao ler o livro fica perceptível “a riqueza de vida das pessoas” e destacou que o trabalho realizado pelos estudantes foi muito importante.

    Ana Luisa Zaniboni Gomes, coordenadora editorial do Projeto, ressaltou sobre a relevância de iniciativas que visem resgatar a memória de vida das pessoas. “Essa é uma parte dos estudos que tem sido muito importante, muito divulgado ultimamente”, disse. “Processos de recuperar a história, a vida dos outros, as trajetórias, os trabalhos, experiências, alegrias e tristezas… tudo isso acho que a gente conseguiu colocar num caldeirão, dar uma mexida e devolver da forma mais carinhosa que vocês possam imaginar”, finalizou.

    Na ocasião estava presente também a professora Sueli Regina Massaro, Assistente Técnica de Educação da Divisão de CEU (Centro Educacional Unificado) e Educação Integral da Diretoria Regional de Educação Butantã, que destacou os benefícios da troca de experiências e da relação de convivência com o bairro no fortalecimento das ações e das pessoas. “ Uma aproximação entre os idosos e os jovens traz benefícios de todos os lados: primeiro o adolescente, que tem aquela ideia imediata de que a vida vai terminar amanhã, ele começa a mudar a ideia de finitude e passa a se aproximar de valores que fazem parte da vida de todo mundo”, disse.

    Os estudantes, idosos e equipe do Premier também acompanharam duas apresentações de dança, uma com samba de gafieira e outra com música sertaneja.

    Leave a reply

Leave a reply

Photostream