Mostra das Ligas de Cuidados Paliativos - III Encontro Brasileiro de Serviços e Cuidados Paliativos

estudantes 02

Dr. Samir Salman, superintendente do Hospital Premier, conduziu os trabalhos com as Ligas ao lado do Dr. Kleber Lincoln Gomes, da Faculdade de Medicina de Itajubá. Foto: Adyr Akira

Jovens estudantes de diversos cursos da área de saúde participantes das Ligas universitárias de cuidados paliativos estiveram presentes no sábado pela manhã, último dia de congresso, para uma atividade exclusiva.

A eles foram dados dois desafios. O primeiro, a leitura coletiva de um poema. Em seguida, divididos em três grupos, os jovens encenaram situações em que a equipe de saúde deveria comunicar uma má notícia para familiares de paciente.

O primeiro grupo apresentou uma situação envolvendo um paciente de oito anos, em processo ativo de morte, e a comunicação aos pais de que a sonda para alimentação já não trazia mais benefícios e prejudicava a qualidade de vida.

O grupo 2 abordou a conversa com um homem viúvo, pai de um adolescente pós tentativa de suicídio e que, apesar de ter sobrevivido, ficou com muitas sequelas – sem poder andar, falar e comer. A equipe discutiu com ele a possibilidade de alta do filho.

Por fim, o grupo 3 mostrou a conversa com o filho de um paciente de 64 anos com câncer de pâncreas, cujas diretivas antecipadas de vontade diziam que não deveria ser feito nenhum procedimento invasivo, como a passagem de sondas. E, no entanto, o filho gostaria que a sonda fosse colocada para o pai continuar com a alimentação.

Em meio às apresentações, o público, muito atento, se emocionou junto com os universitários, identificou-se com as cenas e até chorou. Samir Salman, superintendente do Hospital Premier e do Grupo Mais, expressou seu orgulho pelos estudantes. “A transformação do país está nas mãos de vocês”, afirmou. “Os cuidados paliativos têm de chegar a toda a rede de saúde, a toda a população brasileira. É um orgulho muito grande ver uma juventude com essa vontade de praticar a medicina humanizada”.

A médica paliativista Dalva Matsumoto, responsável pela disciplina de Comunicação de Más Notícias do curso de pós-graduação do Instituto Paliar, avaliou as apresentações e deu dicas de como tornar a comunicação de más notícias mais efetiva. 

 

Leia mais:

Conhecimento, experiências e comemorações abrem o III Encontro Brasileiro de Serviços de Cuidados Paliativos

A sustentabilidade do sistema de saúde

Grupos de trabalho apresentam resultados de discussão sobre os dilemas bioéticos

Confira os vídeos do III Encontro em nosso canal no Youtube: Clique aqui

Acesse a página do Premier no Facebook: www.facebook.com/hospitalpremier 

 

 

Grupo Mais